Frida Astrid 4

Frida Astrid: modelo e atriz por convicção


Ela tinha 15 anos quando foi descoberta em uma festa por um maquiador, que lhe deu seu cartão e a convidou para trabalhar como modelo. Ao aceitar a oferta, sua vida mudou radicalmente. Desde então, ela circula pelas passarelas, comerciais e sessões de fotos em todo o mundo. Com uma década e meia de carreira, a modelo mexicana Frida Astrid não só revelou novas tendências e estilos de moda, como realizou um importante trabalho para melhorar as condições de vida da sociedade onde vive.

“Meu trabalho como modelo me permitiu estar nas passarelas para apoiar diferentes causas, como a luta contra o câncer de mama, e conseguir fundos para crianças em fase terminal da doença, que receberam livros e brinquedos com o dinheiro arrecadado”, conta. “O trabalho também me aproximou da carreira de atriz. Minha estreia no teatro foi em uma peça para adolescentes sobre a violência entre casais. A temporada registrou mais de 11 mil espectadores, um público composto por classes médias e baixas. Vou estrear outra peça no último trimestre de 2015, chamada ‘Instruções para usar uma minissaia’, que pretende criar consciência social sobre o assédio a mulheres em locais públicos. Temos o direito de caminhar pelas ruas tranquilas, sem que ninguém nos incomode, nos toque ou nos diga nada, independente de como estejamos vestidas ou se estejamos acompanhadas ou não. Gostaria de promover a paz através da arte e do meu trabalho”, completa.

Frida Astrid tem 29 anos, nasceu na cidade de Guadalajara, no México, e sua filosofia de vida é ser a mudança que você quer para o mundo. Por isso, ela é uma mulher independente, consciente do seu meio, e que cuida da cidade onde vive e das pessoas que estão à sua volta.

Em sua opinião, a beleza é relativa e está nos olhos de quem vê, razão pela qual acha importante estar cercada por pessoas autênticas e genuínas. E embora ninguém de sua família trabalhe no ramo, ela conta com o apoio de todos os seus parentes para alcançar suas metas.

“Meu pai é arquiteto, minha mãe é dona de casa, minhas irmãs são químicas com mestrado e doutorado, e meu irmão é cirurgião de coração e de tórax. Não temos a ver em termos de trabalho, mas eles me apoiam incondicionalmente”, conta essa beleza mexicana. Frida confessa: “Meu maior sonho como modelo é participar de uma campanha mundial; e como atriz, fazer cinema, teatro e televisão, com histórias que permitam ao público se identificar, em trabalhos que pudessem transcender no tempo”.

A passos firmes

Ao longo de sua carreira, essa modelo de 1,75m e olhos verdes teve muitos sucessos. Entre eles, apresentou o programa Fashion TV no exterior e esteve nas passarelas de várias Fashion Weeks, desfilando para estilistas famosos, como Roberto Cavalli, Agatha Ruiz de la PradaPineda Covalin.

Frida também estrelou ensaios de moda em revistas importantes, como a Grazia México. Embora saiba que sua carreira é efêmera, ela também sabe o trabalho que pode ajudá-la a alcançar metas e planejar o futuro.

Frida Astrid 7Segundo Frida, o maior desafio de ser modelo, em um ambiente de tanta competição, é manter a autoestima em alta, aprender todos os dias com o trabalho, estabelecer trocas com seus colegas e, sobretudo, escolher um estilo de vida saudável, com uma alimentação balanceada e exercícios físicos permanentes.

Para Frida, ninguém nasce modelo, mas é algo que se constrói. Uma mulher pode nascer com uma beleza única, pernas longas e uma altura impressionante, mas sem preparação, disciplina, talento e vontade de buscar novas experiências não é possível atingir este objetivo por completo. Ela também considera fundamental uma preparação contínua, estar sempre atualizada sobre as últimas tendências e informada sobre os principais acontecimentos do mundo, para acabar com o clichê das modelos que são lindas, porém tolas.

Chanel, CoCo, Karl Lagerfeld e Valentino são alguns de seus estilistas preferidos, mas Frida também admira o trabalho de talentos mexicanos, como Alfredo Martínez.

Em relação a modelos, ela admira muito Tyra Banks, porque busca romper paradigmas, trabalha, é empresária e teve dificuldades para traçar seu próprio caminho, lutando contra estereótipos físicos e conseguindo vencer no final.

“Tento não me comparar com ninguém. Não idealizo pessoas ou situações. Sempre dou o melhor em cada processo de seleção. A concorrência me motiva, não me faz sofrer. O melhor elogio que alguém pode me fazer não tem a ver com o meu físico, mas com minha inteligência”, conclui Frida Astrid. Atualmente ela está fazendo aulas de atuação com Diego del Río e vai começar a gravar série de televisão Te amo con puntitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *