Tip Teñido

O nascimento e a evolução das bolsas


Todas nós, em algum momento, já nos apaixonamos por uma bolsa. E isso não é recente. Sua história, na verdade, começa na pré-história humana e evolui até as bolsas que conhecemos e adoramos hoje. Saiba mais sobre suas origens.

Quando os nômades se deslocavam de um lugar para outro, usavam espécies de sacos, onde colocavam seus pertences e alimentos. Essa é a origem das bolsas que conhecemos hoje em dia.

Os egípcios usavam bolsas de pano, atadas na cintura, para levar objetos pesados como pedras e cerâmicas em suas atividades diárias. Em desenhos encontrados daquela época, é possível ver as bolsas nas laterais das pessoas ilustradas.

sombra de ojos

Os romanos diminuíram o tamanho das bolsas e passaram a usar pequenos moedeiros de couro para levar seus objetos de valor. Eles acrescentaram um cordão na abertura, para fechá-los e proteger seus pertences.

Anos depois, esses objetos evoluíram de tal forma que as mulheres os incorporaram a suas roupas, costurando-os em suas saias. Com as crinolinas (armações internas) por baixo, eles ficaram praticamente escondidos na altura da cintura.

A moda continuou evoluindo e em 1800 esses imensos vestidos já não eram mais usados. Nessa época, os bolsos ganharam alças e voltaram a ser expostos já no formato de bolsas. As mulheres as carregavam e ali colocavam suas maquiagens e perfumes.

02J68684Em 1900, as bolsas eram populares entre o público feminino e as pastas se tornaram a versão masculina do produto. Havia bolsas de vários tamanhos e com diversos tipos de fechos, mas todas sóbrias, sem muito destaque para o design. Além disso, a combinação com o calçado era obrigatória.

Em 1945, as bolsas tipo de carteiro se popularizaram entre as mulheres que trabalhavam. Elas eram diferentes das demais, pois liberavam os braços. Poucos anos depois, as bolsas se tornaram estrelas de algumas das principais grifes de moda no mundo, como a Chanel, Louis Vuitton e Hermès.

A partir de 1970, surgiram estilos de todo tipo: bolsas de várias cores, formatos, materiais, e com brilhos e tamanhos diversos. Aos poucos, seu uso e a forma de carregá-la também evoluiu. Na década de 1990, por fim, terminou a regra clássica de combiná-la com o tom do calçado.

Em 2014, a Avon lançou as bolsas Maylin, da linha Avon Signature. Com design exclusivo e elegante, de Michael Tomczak, essas bolsas são únicas, modernas e sofisticadas, de alta qualidade e materiais luxuosos.

Diga-me como é o seu corpo e digo que bolsa você tem que usar

03D56159Embora adoremos as bolsas, nem todas combinam sempre com a gente. Confira nossas dicas para usá-las a seu favor.

  • Se você é alta: sem dúvida, prefira aquelas que podem ser levadas na mão. Elas ficarão incríveis em você. Se você quer usar uma pendurada no ombro, procure aquelas com uma alça que não chegue à altura dos seu cotovelos.
  • Se você é baixa: em bolsas médias ou grandes, prefira aquelas com alças curtas; em bolsas pequenas, prefira aquelas com alças longas. Esqueça as bolsas usadas transversalmente, pois elas encurtam o seu corpo.
  • Se você é mais gordinha: o ideal são as bolsas grandes, de materiais leves, sem estampa, mas com alças chamativas, para centralizar a atenção na área do dorso e não na bolsa em si. Prefira aquelas com formato quadrado, que contrastam com o seu corpo e dão mais harmonia.
  • Se você é mais magrinha: a melhor opção são as bolsas cruzadas, tipo as de carteiro ou as mochilinhas, e as de tamanho médio a pequeno, para acrescentar um pouco de volume ao corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *